Londres é ou foi aqui?

Estadão

05 Maio 2009 | 11h29

Jack, o estripador, não existiu. Seria apenas uma invenção dos jornalistas londrinos que queriam vender mais jornais. Essa é a tese do historiador Andrew Cook, que lançou um livro sobre o assunto: Jack the Ripper,Case Closed. As mortes na capital inglesa no século 19 que foram atribuídas a Jack seriam casos isolados. Cook alega que a primeira vez que o nome Jack estripador apareceu foi numa carta endereçada ao jornal Star, que estreava nas ruas. Na carta, o suposto assassino se vangloriava dos crimes que dizia ter cometido e assinava o nome que o tornaria famoso. Um especialista em caligrafia atribuiu a autoria do documento a um jornalista do Star. Essa notícia é do Editors Weblog e do Blue Bus. Alguém vê semelhanças em terras brasilis?