Geisy x segurança

Estadão

27 Novembro 2009 | 18h16

Geisy Arruda, da Uniban, foi duramente repreendida por um segurança da instituição quando o tumulto por causa da minissaia já havia sido formado na universidade. É o que diz comunicado divulgado há pouco pela defesa da estudante. O texto relata que em vez de conter os alunos que tentavam invadir a sala onde ela estava, o segurança dirigiu-se à garota aos gritos. Esse fato gerou uma briga entre alunos e o segurança, que segundo o advogado de Geisy, foi o estopim de toda a agressão. Tudo isso foi relatado à delegada Angela de Andrade Ferreira Ballarini, da Delegacia de Defesa da Mulher de São Bernardo. A universidade se exime de responsabilidade em todo episódio, tanto por ação como por omissão.