As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

São Silvestre, a corrida

Edison Veiga

30 Dezembro 2011 | 15h11

FOTO: EPITACIO PESSOA/ AE
Amanhã, dia 31 de dezembro, ocorre a 87ª edição da Corrida de São Silvestre. A história do evento foi o tema de minha conversa de hoje na rádio Estadão ESPN. Confira os principais pontos:

Por que ela se chama São Silvestre? Quem foi esse santo?
A corrida tem esse nome porque acontece no dia 31 de dezembro, data em que a igreja católica celebra o dia de São Silvestre. São Silvestre nasceu em Roma e foi papa da Igreja Católica entre os anos de 314 e 355. Ele morreu em um dia 31 de dezembro e, anos mais tarde, foi também em um 31 de dezembro que a Igreja Católica o canonizou.

E qual a história da corrida de São Silvestre?
A corrida, de 15km, é realizada anualmente desde 1924. Trata-se de um dos poucos eventos que aconteceram ininterruptamente, mesmo durante a Segunda Guerra Mundial, quando boa parte dos eventos esportivos foi suspensa. A Corrida de São Silvestre foi idealizada pelo jornalista e empresário Cásper Líbero. Em 1918, aos 29 anos, depois de ter trabalhado em outros veículos de comunicação, inclusive no jornal O Estado de S.Paulo, ele se tornou diretor e proprietário do jornal A Gazeta, modernizando-o e fazendo dele um dos maiores órgãos de imprensa da época. Foi, por exemplo, o primeiro periódico brasileiro a ter cores na impressão.
Daí que nos anos 20, após assistir e se encantar com uma corrida de rua de Paris, o jornalista teve a ideia de organizar uma semelhante aqui em São Paulo, como meio de promoção e divulgação de seu jornal. Nascia assim a São Silvestre.

Quem foi o primeiro vencedor da prova?
Chamava-se Alfredo Gomes e era um atleta do clube Espéria. Nos primeiros anos, aliás, a prova não acontecia no período da tarde como agora. Começava à meia-noite, ou seja, a São Silvestre era o evento da virada do ano, o evento do réveillon.