Precioso acervo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Precioso acervo

Coleção da Mário de Andrade inclui livro impresso em 1477

Edison Veiga

09 Agosto 2017 | 04h23

Foto: Nilton Fukuda/ Estadão

Paulistices no Facebook: curta!
E também no Twitter: siga!

Considerada a mais importante biblioteca da cidade e dona do segundo maior acervo público do País, a Mário de Andrade guarda milhares de livros de valor inestimável. Em sua Seção de Obras Raras e Especiais, há 40 mil livros, 20 mil periódicos e 10 mil outros documentos – como manuscritos, desenhos, cartões-postais, moedas e álbuns de fotografias originais.

Entre os destaques, estão nove incunábulos, que são livros publicados antes do surgimento da imprensa. O mais antigo, de 1477, é a ‘Suma Teológica’, de Santo Antonino (foto que ilustra esta nota). Há ainda um belo exemplar da Bíblia, de 1492, acondicionado em caixa de jacarandá; e dois exemplares de um livro conhecido como ‘Crônica de Nuremberg’, datado de 1493, que descreve a história do mundo e conta com 1,6 mil xilogravuras.


A biblioteca também tem um dos dois únicos exemplares conhecidos da primeira obra escrita pelos jesuítas nas Américas, e muitos livros dos primeiros viajantes europeus que registraram o Brasil colonial.