Letras que voam
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Letras que voam

Céu de Histórias: na Brasilândia

Edison Veiga

28 Março 2016 | 05h26

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação


_____________________
Paulistices no Facebook: curta!
E também no Twitter: siga!
_____________________

Trechos de obras infantis de Ziraldo, Ana Maria Machado, Silvia Orthof e outros autores estavam estampados em pipas de uma simpática revoada ocorrida no último sábado, no CEU Paz, em Brasilândia, bairro da zona norte de São Paulo. Batizado de Céu de Histórias, o projeto reuniu cerca de 200 crianças.

“Eu adoro ler”, contou a estudante Mariana Oliveira Santos, 9 anos, que ficou com a pipa do Menino Maluquinho. “Na sala de aula, quando a professora acaba de passar a lição, termino tudo e pergunto se posso ler. Então, faço um grupo com as meninas que também terminaram e cada uma lê um pouquinho da história.”

Mariana gostou de ter participado da brincadeira porque, segundo ela, foi “diversão com leitura” – a junção das coisas que ela mais gosta. “Aqui, eu misturo as duas”, disse.
Foi a primeira vez que o projeto – criado no Rio – foi trazido a São Paulo. No site www.ceudehistorias.com.br, há instruções para quem quiser se tornar um apoiador da iniciativa.