As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Gràcia Bar pede desculpas e diz que, agora, respeita a lei

Edison Veiga

05 Maio 2014 | 19h07

Após a publicação deste post aqui, a administração do Gràcia Bar procurou o blog para pedir desculpas pelo ocorrido. Há alguns minutos, por meio de sua assessoria de imprensa, a casa enviou uma nota e afirmou que já liberou a passagem da calçada, respeitando a largura de 1,20 m garantida por lei.

O blogueiro se compromete a ficar de olho, verificando nos próximos dias se a passagem dos pedestres não será mais obstruída.

Segue o posicionamento do Gràcia Bar, na íntegra, ipsis litteris:

“Primeiramente, gostaríamos de nos desculpar pela atitude dos nossos funcionários. Trata-se de uma nova equipe de gerência a qual, infelizmente, houve falha de comunicação e não fez jus a política interna da casa que sempre preza pelo bem estar da comunidade local, dentro dos princípios de cidadania, moralidade e acessibilidade de todos. O Gràcia Bar já está resolvendo esta questão para que não ocorra novamente.

Quanto à questão da calçada, o Gràcia Bar tem a autorização da Prefeitura de São Paulo para colocar mesas e bancos na sua área externa e, conforme a lei, sempre seguiu o padrão de 1,20m livres. Porém, recentemente, foi feita uma reforma na rua onde novos postes foram instalados e, por falta de instrução com a nova brigada, eles não se atentaram em seguir a regra pré-estabelecida.

Dentro deste novo cenário, a casa já realizou a mudança e tomou as providências necessárias, criando uma nova estrutura com recuo dos bancos e mesas próximos a área dos postes, exatamente para que não haja incômodo aos transeuntes da região e nem equívocos com a prefeitura, respeitando as leis e o convívio social, muito prezados pela casa.

Em quatro anos de casa, o Gràcia nunca teve este tipo de problema, por isso pede desculpas e garante que irá se retratar em prol da cidadania e acessibilidade de todos que por ali passam, até porque contam com sócio e amigos com necessidade de acessibilidade especial. Além de agradecer a fiscalização da própria comunidade, visando o bem estar da região.

Gràcia Bar”