Do alto do Ouvidor 63
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Do alto do Ouvidor 63

Ocupação artística é cenário de clipe musical

Edison Veiga

25 Agosto 2017 | 13h51

Foto: Júlia Rodrigues/ Divulgação

Alguns meses atrás fui conhecer o prédio de 13 andares no número 63 da Rua do Ouvidor, centro de São Paulo. Trata-se de um edifício, outrora abandonado, que há mais de três anos passou a ser ocupado por artistas. É o Tacheles paulistano – se compararmos com um exemplo bacana ocorrido em Berlim. Contei esta história em matéria que pode ser conferida neste link.

Prova de que a ocupação artística segue firme e forte por lá é que em julho o local foi cenário para a gravação de clipe da cantora e compositora Aíla – expoente da nova música produzida na Amazônia. O vídeo, da canção ‘Lesbigay’, deve ser lançado ainda neste mês de agosto. Foi dirigido pelas cineastas Vera Egito e Jéssica Queiroz.

“Gravar o clipe aqui é uma maneira de dizer que a gente apoia esse movimento de ocupação, quer fortalecê-lo. Essas pessoas estão aqui vivendo, fazendo arte e colaborando com a cidade. E elas têm todo o direito de estar aqui”, afirmou Vera, sobre o Ouvidor 63.

Mais conteúdo sobre:

São PauloCultura