A mais antiga ata de SP
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

A mais antiga ata de SP

DO FUNDO DO BAÚ Em comemoração aos 140 anos do Estadão, a coluna Paulistices desta semana traz informações e curiosidades da São Paulo de janeiro de 1875. Divirta-se com essa viagem ao passado.

Edison Veiga

26 Janeiro 2015 | 07h04

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução


_____________________
Paulistices no Facebook: curta!
E também no Twitter: siga!
_____________________
Esta é uma Ata da Câmara datada de 1º de janeiro de 1562 – o mais antigo documento municipal que está preservado. A sessão foi realizada na casa do mais velho dos edis e serviu para eleger os oficiais para aquele ano. Essa lista foi retirada de uma bola de cera lacrada, chamada pelouro, guardada com mais dois outros pelouros, em um saco, dentro de uma arca com três fechaduras – cujas chaves ficavam cada uma com uma autoridade municipal. Como de praxe, coube a um menino de 7 anos escolher um dos pelouros. Os eleitos assumiram os respectivos cargos: de juiz, de vereador (dois postos) e de procurador do ‘concelho’ – como se chamava a municipalidade nos tempos coloniais.

Mais conteúdo sobre:

HistóriaSão Paulo