Haddad libera R$ 40 milhões para construção de Cohab na Vila Olímpia
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Haddad libera R$ 40 milhões para construção de Cohab na Vila Olímpia

Diego Zanchetta

04 Abril 2014 | 13h52

Com 1.200 moradores em 215 barracos, a Favela Coliseu, construída em uma travessa da Rua Funchal, em área nobre da Vila Olímpia, na zona sul de São Paulo, vai dar lugar a conjuntos habitacionais que serão erguidos pela Cohab. O prefeito Fernando Haddad (PT) liberou hoje R$ 40 milhões da Operação Urbana Faria Lima para a construção dos apartamentos populares.

A medida do prefeito frustra moradores da região e o mercado imobiliário, que defendiam a remoção dos moradores da favela e a desocupação do terreno de 6.912 metros quadrados, avaliado pela Embraesp no ano passado em cerca de R$ 50 milhões.

A ocupação tem 52 anos e os moradores queriam permanecer no bairro – muitos trabalham na região como porteiros e domésticas, por exemplo. A favela fica bem no meio de um dos centros comerciais mais valorizados do país, cercada por prédios envidraçados de multinacionais e por hotéis cinco estrelas, ao lado da antiga sede da Daslu. O metro quadrado na área chega a R$ 20 mil.

Para essa vizinhança, a favela era um incômodo. As obras dos conjuntos habitacionais devem começar em três meses. As 215 famílias cadastradas pela Prefeitura em 2012 vão ter direito aos imóveis. Lideranças comunitárias, porém, dizem que hoje já são mais de 400 famílias no local.


 

Favela Coliseu, na Vila Olímpia, que será transformada em conjunto da Cohab: Haddad liberou R$ 40 milhões para construção dos apartamentos populares