Haddad convida vereador do PSD para Turismo
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Haddad convida vereador do PSD para Turismo

“Ele (Haddad) me chamou para conversar, porque tinha interesse em contar com meu trabalho. Uma conversa sem nenhum tipo de cobrança. Ele disse que estaria disposto a conversar comigo quando eu quisesse”, afirmou o vereador. Cunha, porém, enfrenta uma resistência dentro do próprio partido - o deputado federal recém-eleito Antonio Goulart (PSD), que teve mais de 140 mil votos, já avisou que quer a vaga do partido no governo petista

Diego Zanchetta

12 Janeiro 2015 | 12h20

O prefeito Fernando Haddad (PT) convidou o vereador Marco Aurélio Cunha, do PSD, para assumir a São Paulo Turismo (SPTuris), empresa de capital misto que organiza os grandes eventos da cidade, como a Fórmula 1 e a Parada Gay. Ligado ao São Paulo Futebol Clube, Cunha, de 60 anos, disse ao Estado que “está pensando” se aceita o convite, feito pela última vez no dia 29 de dezembro.

A reforma do secretariado da Prefeitura será finalizada por Haddad até o dia 15 deste mês. “Ele (Haddad) me chamou para conversar, porque tinha interesse em contar com meu trabalho. Uma conversa sem nenhum tipo de cobrança. Ele disse que estaria disposto a conversar comigo quando eu quisesse”, afirmou o vereador.

Cunha, porém, enfrenta uma resistência dentro do próprio partido – o deputado federal recém-eleito Antonio Goulart (PSD), que teve mais de 140 mil votos, já avisou que quer a vaga do partido no governo petista.

Cunha disse que tem convites para acompanhar agendas de times de futebol no exterior. “Tenho um convite para acompanhar o time do (treinador) Cuca na China, para acompanhar o ex-lateral esquerdo Sylvinho na Inter de Milão em seu trabalho como auxiliar do Mancini. Então o que pesa mesmo é só o pessoal”, afirmou o ex-diretor são-paulino.

O vereador também calcula se o posto de secretário em uma gestão Haddad não pode prejudicá-lo na relação com seus eleitores, tradicionalmente anti-petistas. Nos últimos dias, quem tem cobrado o vereador por uma posição sobre o convite é o secretário de Governo, Chico Macena (PT).

Segundo apurou a reportagem, só depende do próprio Cunha a decisão. Mas o ex-prefeito e atual ministro das Cidades Gilberto Kassab, dono do PSD, já avisou que o partido, que tem oito vereadores na Câmara Municipal, a segunda maior bancada, não deve fechar apoio oficial ao governo municipal petista.

Kassab avalia que Haddad já definiu o PMDB de Chalita, que agora terá três pastas na Prefeitura (Assistência Social, Educação, Política para Mulheres), como principal aliado para 2016 – Chalita deve ser inclusive o vice na chapa de reeleição de Haddad.

Goulart, no entanto, disse que vai dar apoio à indicação de Cunha. “Sou dá área do Turismo, tem contato com as escolas de samba. Adoraria ser secretário de Turismo. Mas vou dar todo apoio para o Marco Aurélio Cunha”, afirmou o vereador.

O PR, do ministro dos Transportes Antonio Carlos Rodrigues e do ex-judoca Aurélio Miguel, batalha para indicar o novo secretário do Verde e do Meio Ambiente ou de Coordenação das Subprefeituras. O nome deve ser de um engenheiro de carreira da Prefeitura ligado ao partido, segundo apurou a reportagem.

Crescimento. E a bancada kassabista no Legislativo paulistano deve crescer de 8 para 11 vereadores com a recriação do PL, partido que vai agregar o PDS. Quem articula a criação da nova sigla é o próprio Kassab, que terá influência direta nas votações de projetos da gestão Haddad na Câmara Municipal.

 

marquinho

O vereador Marco Aurélio Cunha, do PSD: convite de Haddad para assumir a SPTuris

Mais conteúdo sobre:

HaddadKassabPSDPTSPFC