As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

O drama dos meninos-soldados no Peru

Pablo Pereira

29 Julho 2015 | 15h25

Uma operação do Exército peruano, baseada em relatos de um homem que fugiu de acampamento do Sendero Luminoso, acaba de resgatar 39 pessoas de um acampamento do grupo rebelde na região de Junín, área rural e de florestas de San Martín de Pangoa, no famigerado Vraem, o Vale dos Rios Apurímac, Ene e Mantaro. Entre os resgatados, 26 crianças.

Em dezembro, Estado publicou reportagem  que tratava do sequestro de crianças e jovens por grupos radicais latinoamericanos como forma de montar massa de combate, os meninos-soldados,  contra forças regulares. Estivemos também na Colômbia, onde o tema é gravíssimo, e no Paraguai, país no qual a guerrilha do EPP, a 150 quilômetros da fronteira do Brasil, também recruta meninos para suas fileiras.

Hoje a imprensa peruana se mantém no caso, como faz o jornal El Comércio, que mostra imagens da chegada de mulheres e crianças retiradas da área rural controlada pela guerrilha senderista.

 

Mais conteúdo sobre:

meninos-soldados