As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Honrarias para Daniel Piza

Pablo Pereira

04 Julho 2012 | 23h53

Para um brasileiro que amava a arte de Machado de Assis e usava suas habilidades pessoais e profissionais na defesa de um país mais próximo da leitura não poderia haver homenagem mais acertada. O nome dele vai ser eternizado no alto das páginas dos históricos escolares de crianças pobres da zona norte do Rio de Janeiro. Toda vez que alguém olhar as notas dos meninos da Escola Municipal de Acari encontrará a inspiração de seu nome: Daniel Piza.

Daniel, jornalista de primeiro time, pai apaixonado de duas meninas e um menino, que deixou este mundo há seis meses, na véspera do réveillon, recebe a honraria de ser nome de escola, feliz iniciativa da Prefeitura do Rio, no dia no qual seu amado Corinthians brilha na inédita conquista da Libertadores.

Se não tivesse sido traído pela vida, como foi, certamente Daniel teria ido ao Pacaembu para ouvir o bando de loucos que o emocionava e com o qual dividia abertamente o prazer de torcer no futebol. E nesta quinta-feira, 5 de julho, seus leitores teriam mais um de seus textos para ler no Estadão. E nós, da redação, mais um papo com cafezinho de máquina, em pé, no corredor.

.

 

Mais conteúdo sobre:

CorinthiansDaniel Piza