Santo André sofre com a falta de água e vazamentos constantes
As informações e opinões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Santo André sofre com a falta de água e vazamentos constantes

Marcel Naves

11 Janeiro 2017 | 18h03

Vazamento na Rua Angeli, no Jd. Cipreste. Foto Créd.: Marcel Naves/Tirada com moto z play + hasselblad true zoom

Em Santo André, no ABC paulista, moradores reclamam dos sucessivos cortes no fornecimento de água, além da ausência de manutenção. Ao menos esta é a situação de bairros como Jardim Irene, Alzira Franco, Curuça e Jd. Cipreste. Há registros de interrupções que chegam a durar dias e até semanas.

No Jardim Alzira Franco, os vazamentos são tantos que até para moradores fica difícil detectar quando o problema acontece na rede de abastecimento ou no esgoto. O aposentado Giovani Valadares diz que os buracos estão por todo lado. “Tem vazamento na rua, na calçada e nos terrenos. Em todo canto que a gente vê tem alguma coisa”, afirma.

Outra queixa recorrente é sobre a quantidade de consertos que nunca foram terminados. Nilzete Barbosa Santos é dona de um bar no Jardim Cipreste, região onde, segundo ela, falta água nas casas, mas sobra nas ruas. “Eu fico dias sem água, mas em frente minha casa tem um vazamento que não para nunca”, desabafa.

Para Márcia Aparecida de Carvalho, que mora na Rua Angeli, também no Jardim Cipreste, o bairro está abandonado.

Em nota a prefeitura de Santo André reconheceu que as interrupções no abastecimento de água são necessárias, porém sempre são notificadas. Quanto aos vazamentos apontados, o órgão informou que nos próximos dias fará os reparos necessários.

Abaixo segue a íntegra da nota encaminhada pela prefeitura de Santo André:

 “Todos os bairros da cidade são atendidos por abastecimento de água em pelo menos um período do dia. Mas, em toda cidade, com as altas temperaturas, pode sim ocorrer a intermitência no abastecimento devido ao calor, já que o consumo naturalmente aumenta. O que também pode ocorrer são interrupções no abastecimento devido a manutenções de emergência, principalmente quando há vazamentos. No Jardim Alzira Franco, por exemplo, houve necessidade de interrupção de fornecimento na última sexta-feira por causa de um vazamento, que precisou ser reparado.

Apesar disso, o número de reclamações registradas na nossa central de atendimento tem sido baixo. Desde 1º janeiro, foram quatro reclamações para o Jardim Alzira Franco, um para a Vila Curuça e nenhuma para o Jardim Irene. 

Quando a manutenção é emergencial não é possível avisar o morador antecipadamente. Quando é programada, isso é feito através de ligação telefônica e nota de esclarecimento no site e na página do Semasa no Facebook.

Sobre o vazamento na Rua Angeli, no Jardim Cipreste, uma equipe do Semasa irá ao local hoje à tarde para localizar o ponto de vazamento e providenciar a manutenção”.

Mais conteúdo sobre:

Moto Z Play
0 Comentários