Pacaembu sofre com assaltos residênciais
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Pacaembu sofre com assaltos residênciais

Marcel Naves

02 Setembro 2016 | 14h00

Moradores do Pacaembu reclamam de constantes assaltos a residências.

Moradores do Pacaembu,  zona oeste de São Paulo  reclamam de constantes assaltos a residências

As casas existentes no tradicional bairro do Pacaembu, na zona oeste da cidade, estão na mira de bandidos.  A constatação é feita por moradores da região, que diante do problema começam a se mobilizar para reivindicar, entre outras providências, mais policiamento.

Na Rua Avaré, ao menos três residências foram assaltadas. Os relatos dão conta de que quase sempre a invasão acontece por intermédio de um imóvel vazio. Mas também, há casos em que a abordagem dos criminosos acontece no momento em que as pessoas estão saindo ou chegando em suas casas.

Uma moradora que prefere não ser identificada teve o imóvel invadido três vezes, em pouco menos de um ano. Na primeira ocasião, apenas um aparelho de TV foi roubado. Poucos dias depois, num sábado à noite, os bandidos renderam a família e levaram vários objetos e um automóvel. Da última vez, um novo arrombamento, e apenas algumas roupas foram levadas. “Quando nos mudamos pra cá, há cerca de dois anos, era tudo muito tranquilo mas agora quase todo fim de semana temos algum problema”, afirma.


As pessoas que trabalham na região do Pacaembu também reclamam da ausência da polícia. As queixas dão conta ainda do grande consumo e o tráfico de drogas. Os pequenos furtos, principalmente o roubo de celulares, não ficam de fora e acabam por contribuir para aumentar a insegurança no bairro.

Em nota a secretaria de segurança pública do estado de São Paulo informou que realiza operações na área, e para isto conta com o auxílio das polícias civil e militar.

Abaixo segue e íntegra da nota enviada pela SSP:

“As polícias estão atentas à ocorrências e realizam operações conjuntas para coibir os crimes contra o patrimônio na região do Pacaembú. O policiamento ostensivo e preventivo resultou na prisão de 361 pessoas em flagrante nos sete primeiros meses do ano”.

Ouça aqui a reportagem