Os velhos problemas do Parque da Juventude
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Os velhos problemas do Parque da Juventude

Marcel Naves

22 Junho 2016 | 20h14

Equipamento quebrado de quadra poliesportiva do Parque da Juventude.

Equipamento quebrado de quadra poliesportiva do Parque da Juventude.

Na zona norte da cidade, uma das principais áreas verdes da cidade os problemas são recorrentes. Entre eles está a falta de iluminação no estacionamento localizado na Avenida Zachi Narchi e a pouca manutenção dos equipamentos existentes. Estas reclamações somada a falta de policiamento tem incomodado e muito os comerciantes, moradores e frenquentadores do Parque da Juventude.

Quem normalmente visita o local não se queixa da varrição mas ressalta os espaços para a prática esportiva poderiam estar em melhores condições. No entorno das quadras as grades estão quebradas, as redes rasgadas e falta pintura. As pistas de skate apresentam buracos e desníveis que comprometem sua utilização.

A segurança tem deixado a desejar, principalmente na parte interna. Há funcionários nas portarias mas os mesmos não circulam na parte interno. Tal situação tem colaborado para o aumento do consumo de drogas e pequenos furtos.

No estacionamento gratuito do Parque, localizado na Avenida Zachi Narchi as luzes existentes não são ligadas durante a noite. Os moradores do entorno alegam que no local é comum o roubo e furto de veículos. Na mesma via também é grande a reclamação quanto as obras de recapeamento, que acabaram por inutilizar uma ciclovia feita há pouco mais de um ano.

Em nota a Prefeitura afirmou que até o próximo sábado  a obra de recapeamento da Av. Zachi Narchi, será finalizada.e os reparos necessários a ciclofaixa serão feitos. O órgão garantiu  que os serviços de varrição são realizados regularmente. Procurada a secretaria de estado do meio ambiente, responsável pela administração do Parque da Juventude não se manifestou.

Em nota a PM esclareceu:

“A Polícia Militar informa que existe uma base de atendimento no Parque e que rondas constantes são feitas no seu interior e ruas adjacentes por equipes do Rádio Patrulhamento, Força Tática e Rocam. A Polícia Civil esclarece que o 9º DP (Carandiru), delegacia responsável pelo bairro, também realiza operações específicas nas ruas próximas à área verde e nos terminais Santana e Tietê para coibir roubos e furtos. De janeiro a abril deste ano, as polícias Civil e Militar efetuou 119 prisões no bairro”.

 São Paulo, 22 de JUNHO de 2016.

Ouça aqui a reportagem: