Gangue da Aliança leva medo a moradores da Vila Madalena
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Gangue da Aliança leva medo a moradores da Vila Madalena

Marcel Naves

16 Setembro 2016 | 16h21

Cruzamento das Ruas Harmonia e Rodésia onde ocorre o maior número de assaltos feitos pela chamada Gang da Aliança

Cruzamento das Ruas Harmonia e Rodésia, onde ocorre o maior número de assaltos praticados  pela chamada ‘Gangue da Aliança’

Os moradores da Vila Madalena, na zona oeste de São Paulo, estão assustados com constantes assaltos cometidos por motoqueiros. A atuação dos ladrões é sempre semelhante, tendo mulheres como alvo principal.

O grupo, conhecido por ‘Gangue da Aliança’, atua geralmente nas imediações das Ruas Harmonia e Rodésia. Uma dona de casa que não quis ser identificada afirma que por diversas vezes presenciou à ação dos criminosos.

A proprietária de um restaurante nas imediações alega ter sido vitima dos bandidos. Segundo ela, tudo acontece de forma muito rápida. “Eu estava no carro, veio o motoqueiro, bateu no vidro e mandou dar a aliança. Não tive tempo de qualquer reação”, afirma.

Outra jovem lembra que nem sempre os ladrões furtam apenas alianças. “Eles passam de moto e também arrancam o celular da mão de quem está na rua ou nos carros”, afirma.

Segundo relatos à reportagem da Rádio Estadão, os furtos ocorrem quase sempre no período da manhã. Os criminosos agem sempre em duplas e preferem abordar mulheres que estejam  acompanhadas de crianças.

Em comunicado, a Secretaria de Segurança informou que atua com frequência na região. O órgão destacou também que nos últimos dias prendeu três pessoas em flagrante, além de um menor, por roubo.

Leia a íntegra da nota enviada pela SSP

“A Polícia Militar informa que três pessoas foram presas em flagrante e um menor foi apreendido por roubo, na região da Vila Madalena, desde o último fim de semana. Uma dupla presa no sábado foi reconhecida por outra vítima que havia sido roubada, resultando no esclarecimento de mais uma ocorrência. O policiamento preventivo é realizado por meio de planejamento estratégico e atua por meio de diversos Programas de Policiamento.

As policias estão empenhadas em conter a criminalidade da região e trabalham em conjunto para esclarecer os crimes no bairro. Nos sete primeiros meses de 2016, as polícias prenderam 386 pessoas em flagrante na região”.

Ouça aqui a reportagem.